Dieta cetogênica para hipertrofia: Como funciona? Quais são os alimentos permitidos?

Você já deve ter ouviu falar algum dia sobre a dieta cetogênica? Ela é, basicamente, uma dieta que surgiu para o tratamento de epilepsia, basicamente ela é rica em gorduras, moderada em proteínas e pobre em carboidratos, permite uma queima das gorduras pelo fígado resultando na formação de alguns corpos cetônicos no sangue.

Esses corpos cetônicos que são produzidos são utilizados na produção de cetose, que é importante para o tratamento das crises de epilepsia, hoje em dia, a dieta possui vários outros objetivos, mas é necessário sempre muito cuidado.

O excesso de cetose no organismo pode causar uma pequena perda de massa muscular, o que certamente não é o objetivo de algumas pessoas em sua grande maioria das vezes, não é mesmo?

Então hoje vou esclarecer aqui para vocês as principais dúvidas relacionadas à dieta cetogênica.

Como surgiu a dieta cetogênica?

A dieta cetogênica não é uma daquelas dietas milagrosas, onde você encontra um cardápio pronto para ser seguido e é muito importante que você intenda isso.

Ela foi criada na década de 80 para tratar crianças e adolescentes que sofriam de epilepsia, era calculada de forma muito rigorosa, com base na altura peso e idade da pessoa que iria ser submetida ao tratamento.

As crianças que eram submetidas à dieta cetogênica precisavam ser internadas em um hospital e permanecer em jejum de qualquer tipo de alimentos sólidos e líquidos por até 36 horas, isso mesmo 36 horas imagine você nessa situação? Então por aí já deu para perceber que é bem mais complexo do que se imagina.

Após o período de jejum, a dieta era iniciada com essas crianças, mas essa dieta era de acordo com o cálculo feito inicialmente, sendo 90% das necessidades diárias supridas através de gorduras.

Não estou dizendo que você deve se internar em um hospital para fazer a dieta cetogênica, estou apenas colocando essa informação com intuito de conscientizar e porque sei que é a curiosidade de muitas pessoas sobre o assunto.

Mas por que esse estilo de dieta está sendo tão utilizado com o público que busca hipertrofia?

Essa é a pergunta que não quer calar! E não é para menos. Muitos que frequentam academia hoje em dia buscam por esse tipo de dieta, não só academia mas esportes com alto gasto calórico também.

Você já deve ter ouvido falar que quando queremos perder peso “devemos consumir menos calorias do que gastamos” não é mesmo? Essa informação é real, e quanto a isso não há questionamentos.

Com a dieta cetogênica, você irá fazer exatamente isso, consumir menos calorias e deixando com que seu corpo consuma o que já se tem estocado na grande maioria dos casos, assim consequentemente seu corpo irá queimar gorduras indesejadas.

Mas nem tudo é tão simples como parece, quando se entrar em cetose, nosso corpo também busca energia nas proteínas, que são essenciais para o desenvolvimento dos nossos músculos, então, ao começar a dieta, você irá queimar gorduras, mas também poderá perder massa muscular.

Então antes de se aventurar e dar início a esta dieta, vale a pena uma boa conversa com seu nutricionista para que ele lhe oriente o melhor a ser feito.

Como funciona a dieta cetogênica?

dieta cetogênica para hipertrofia

Se você pretende dar início a dieta cetogênica você precisa estar ciente de que qualquer tipo de carboidratos como pães, bolos, massas, arroz, chocolate, etc.. Serão eliminados do seu cardápio.

Vale ressaltar que nem mesmo as versões integrais ou light desses alimentos são permitidas, no início pode parecer ruim, mas garanto que vale o sacrifício, e com o passar do tempo de verdade mesmo, você não vai ficar se preocupando porque não pode comer um pãozinho no café da manhã.

Mas há uma compensação, você não pode comer carboidratos, mas a dieta cetogênica permite que qualquer tipo de alimento com base em gordura e proteína seja consumido, assim como queijos, tem coisa melhor que um cafezinho com queijo? Quem é de Minas vai me entender bem.

Então alimentos como carne vermelha, salmão e outros tipos de peixe, ovos, queijos, frango, frutas e legumes estão liberados.

Dieta cetogênica para hipertrofia: Alimentos que devem ser evitados

Estão proibidos na dieta cetogênica os cereais a base de (milho, arroz, trigo e outros), alimentos que contenham farinha de trigo ou milho (pães, bolos, bolachas, entre outros), tubérculos (batata, inhame, batata-doce, mandioca e outros), grãos (feijão, ervilha, amendoim, lentilha e outros) e qualquer tipo de açúcar, seja sacarose, glicose, lactose ou frutose.

Alimentos permitidos

dieta cetogênica para hipertrofia

É completamente liberado o consumo de verduras e legumes (tomate, alface, repolho, berinjela, cebola, quiabo, pepino, brócolis, jiló, entre outros), carnes vermelhas, queijos, peixes, frango, bacon, ovos, carne de porco e bebidas que não contenham carboidratos em sua composição.

Vale a pena lembrar que não se deve sair consumindo todos esses alimentos deliberadamente e sem orientação, essa dieta como disse anteriormente deve ser criteriosamente calculada e individualizada para cada pessoa, então antes de sair comento tudo que é permitido pela dieta, consulte o seu nutricionista e veja a opinião dele também sobre o assunto ok.

E ai gostou do texto sobre Dieta cetogênica para hipertrofia? Clique aqui e saiba mais!

insta nayara

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Votos Ainda)
Loading...

Comentar