Dieta dos carboidratos

Para quem já teve contato com a dieta Atkins e outros regimes famosos pode parecer inacreditável, mas é possível, sim, emagrecer e ainda consumir carboidratos. A ideia é trocar os carboidratos muito processados e industrializados, vilões do corpo em forma, pelos carboidratos de baixo índice glicêmico. Leia e saiba um pouco mais sobre como funciona essa dieta.

Combustível para o corpo

O corpo humano necessita tanto de carboidratos porque os utiliza como principal forma de combustível para seu funcionamento, isto é, quando consumido através da alimentação ele é degradado para formar a glicose, açúcar que se transformará em energia para que não só realizemos as atividades do dia a dia como também manter os órgãos em funcionamento. O grande problema das dietas que cortam o carboidrato é que o corpo fica sem combustível e começa a consumir a massa muscular e não a gordura armazenada, como bem se imagina.

carboidratos

Baixo índice glicêmico

Quando dizemos que um alimento tem baixo índice glicêmico, na verdade isso significa que ele tem baixa capacidade de aumentar a quantidade de açúcar que já está presente no sangue. Ou seja, preferindo alimentos de baixo índice glicêmico há menor chance de ele ser armazenado na forma de gordura porque o corpo o transformará em energia diretamente.

Carboidratos simples ou complexos?

A dieta dos carboidratos privilegia os carboidratos complexos, isto é, carboidratos cuja estrutura seja mais complexa e difícil de quebrar durante a digestão. Isso faz com que sua absorção seja mais lenta, fornecendo energia por mais tempo e provocando maior saciedade. O carboidrato simples, como o próprio nome diz, tem a estrutura da molécula mais simplificada, o que o faz de fácil degradação e rápida absorção. Isso faz com que os níveis de açúcar no sangue aumentem rapidamente, algo chamado picos de glicemia, que favorecerão o acúmulo de energia mais tarde na forma de gorduras.

A ideia dessa dieta é consumir os carboidratos complexos e de baixo índice glicêmico, de modo que eles sejam digeridos em mais tempo e não haja fome no processo.

Cardápio

Café da manhã

200 ml de iogurte desnatado batido com seis morangos, meia maçã e uma colher de linhaça ou meio mamão papaia, uma fatia de melão e uma fatia grossa de queijo branco.

Lanche 1

Uma xícara de chá verde sem açúcar e três biscoitos integrais ou um pote de iogurte natural e uma fatia de abacaxi.

Almoço

Salada de agrião com uma colher de cenoura ralada e outra de beterraba ralada, três colheres de arroz integral e um filé médio de frango grelhado ou salada de rúcula com pepino, meia cenoura ralada, uma colher de milho verde, um filé de carne vermelha magra grelhada e três colheres de arroz integral.

Lanche 2

Cinco biscoitos integrais com cream cheese light ou uma taça de salada de frutas regada com suco de laranja e linhaça salpicada no topo.

Jantar

Salada de folhas verdes com três pedaços kani, tomates cereja e uma colher de milho verde ou um prato de sobremesa de macarrão integral ao sugo.

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Votos Ainda)
Loading...

Comentar