Liraglutida: Para que serve? Ela faz emagrecer?

A liraglutida é um medicamento que deve ser usado como aliado para controlar a glicemia e o excesso de peso por pessoas que não conseguiram resultados satisfatórios apenas com dieta e exercícios, oferecendo benefícios à saúde e poucos efeitos colaterais.

Quem vive lutando contra a balança e já tentou perder peso usando medicamentos deve lembrar da Liraglutida, que foi desenvolvido em 2011 inicialmente para tratar a diabetes tipo 2, mas que já foi muito usado por quem queria emagrecer, por ajudar no controle do excesso de peso, e teve a sua venda suspensa até fevereiro de 2016, quando foi aprovado e liberado pela ANVISA.

liraglutida

Ela também também é conhecida pelos nomes comerciais Saxenda (Brasil) ou Victoza (nos EUA, Europa e Canadá), e foi o primeiro medicamento aprovado pela ANVISA no Brasil para o tratamento auxiliar da obesidade e do diabetes, que são doenças crônicas.

Se você ficou interessada e quiser saber mais sobre ele, basta continuar lendo esse artigo! Vamos falar mais a seguir!

Para que serve?

A Liraglutida é um medicamento antidiabético injetável, usado no tratamento da diabetes mellitus tipo 2, que ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue, liberando quantidade ideal de insulina apenas quando necessário.

Também é indicado para o controle crônico do peso em adultos com IMC (Índice de Massa Corporal) acima de 30 (obesidade grau 1) ou acima de 25 (sobrepeso) quando associado a pelo menos uma comorbidade (associação de pelo menos duas patologias no mesmo paciente) relacionada ao peso, como a hipertensão, disglicemia (pré-diabetes e diabetes tipo 2) ou apneia obstrutiva do sono.

A Liraglutida realmente faz emagrecer?

A Liraglutida realmente ajuda no processo de emagrecimento, pois tem propriedades que imitam a ação do GLP-1, um hormônio que é produzido pelo próprio corpo, sempre que você come algum alimento, promovendo uma sensação de saciedade que dura mais tempo, e retardando a digestão do alimento e o esvaziamento gástrico.

Como a Liraglutida é uma solução injetável, sua ação acontece durante as primeiras 24 horas após a aplicação, provocando uma reação natural no organismo, já que atua em regiões do sistema nervoso central que são responsáveis pela regulação do apetite, e é reconhecida como sendo o hormônio GLP-1, que é produzido naturalmente pelo próprio corpo na presença de alimentos.

Estudos realizados demonstraram que a Liraglutida aumenta a produção de substâncias anorexigênicas (medicamentos com a finalidade de induzir a aversão ao alimento e a falta de apetite) no hipotálamo e prolongando a sensação de saciedade, diminuindo o consumo de alimentos e, conseqüentemente, favorecendo a perda de peso.

Os resultados desses estudos realizados com mais de 3 mil obesos no mundo todo mostraram também que ele pode ajudar a perder até 4kgs por mês, podendo ajudar a eliminar até 10% do peso corporal do início do tratamento e reduzir em até 8 cm na circunferência da barriga.

Para potencializar a perda de peso, é recomendável o uso da Liraglutida conciliado à prática de exercícios físicos diários e a uma alimentação hipocalórica.

Quais os efeitos colaterais?

A Liraglutida passou por todas as etapas de pesquisa exigidas pela ANVISA e teve sua segurança e eficácia comprovadas, e por isso é um dos poucos medicamentos aprovados e liberados para o tratamento contra a obesidade no Brasil.

Como todo medicamento, a Liraglutida tem contra-indicações e efeitos colaterais e não deve ser usado sem prescrição e acompanhamento médico, mas, por ser análogo sintético de um hormônio que é naturalmente produzido pelo organismo humano, ela é bem tolerada e as reações adversas mais relatadas são leves e costumam desaparecer rapidamente. São elas:

  • Distúrbios gastrointestinais, como náuseas, vômito, diarréia, constipação, gastrite e dor abdominal;
  • Distúrbios metabólicos e nutricionais, como a perda de apetite e hipoglicemia;
  • Distúrbios do sistema nervoso, como tontura e disgeusia (perda do paladar);
  • Distúrbios cutâneos, como reações e urticárea.

liraglutida

O uso da Liraglutida também pode causar outros efeitos colaterais menos comuns, e o aparecimento de qualquer sintoma deve ser informado ao seu médico.

A ANVISA esclarece que, como todo medicamento novo no mercado, a segurança do produto continuará sendo monitorada com estudos pós-comercialização, que já estão em andamento.

Como tomar a Liraglutida

A Liraglutida deve ser aplicada diariamente, preferencialmente sempre no mesmo horário, com doses que variam de acordo com a indicação médica.

A injeção de Liraglutida pode ser injetada com a caneta aplicadora pelo próprio paciente na pele do abdômen, coxa ou braço, não devendo ser administrada por via intravenosa ou intramuscular. A caneta aplicadora é equipada com uma agulha muito fina, o que torna a aplicação praticamente indolor.

Veja também um vídeo sobre o assunto:

É aprovado pela Anvisa?

Como dissemos, esse medicamento foi aprovado pela Anvisa no ano de 2016 e já começou a ser comercializado no Brasil. Por isso, se você está pensando em tomar, mas ainda tem dúvidas se ele está certificado, pode ficar tranquila!

Por hoje é isso, pessoal! Se você gostou desse artigo, compartilhe com os seus amigos!

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 do total de 5)
Loading...

Comentar