Fibras alimentares na dieta

Muitas pessoas subestimam o poder das fibras, seja para manter uma digestão saudável consequentemente, maior bem estar, seja para controlar o peso. Há também grande dúvida sobre os tipos de fibra: solúvel? Insolúvel? O que elas fazem e quais suas diferenças? Experimente ler algumas informações sobre fibras e melhorar sua alimentação hoje mesmo.

As fibras alimentares são polissacarídeos, isto é, macromoléculas formadas por monossacarídeos de origem vegetal.  O corpo humano não consegue digerir essas moléculas, por isso elas não fornecem calorias, mas são indispensáveis para o funcionamento do organismo. As fibras são derivadas das paredes celulares das células vegetais.

fibras alimentares

Quais são os tipos de fibra?

Existem três tipos de fibra, o terceiro sendo o menos comentado de todos mas um dos mais importantes. Há o grupo de fibras solúveis, capazes de se misturar com a água, e quando se misturam, essa fibra se transforma num tipo de gel no aparelho digestivo. Isso faz com que a digestão desacelere, trazendo maior saciedade e melhor absorção dos nutrientes do que estiver sendo consumido.  Isso faz com que haja retardamento da absorção da glicose, deixando de haver picos glicêmicos. Essa é uma boa fibra pra ser consumida em quem está em dietas de emagrecimento, já que há maior controle da fome.

As fibras insolúveis não podem ser diluídas, o que significa que elas entram pelo corpo e são excretadas posteriormente intocadas. Essa fibra consegue aumentar o bolo fecal e tornar as fezes macias, contribuindo para uma boa digestão, melhorando o movimento peristáltico e mantendo a mucosa saudável, e evitando o câncer de cólon. Esse tipo de fibra é atraído naturalmente pela gordura presente na digestão, e por não serem degradadas, as levam embora do intestino.

O último tipo de fibra, mas não menos importante, é a fibra probiótica. Assim como a fibra insolúvel, ela não é degradada na digestão pois o corpo humano não possui enzimas para quebrá-la. Diferente das outras, essa fibra serve como alimentação para as bactérias boas que vivem em nosso intestino, o que facilita o combate às bactérias más.

Exatamente por não serem digeridas, a ingestão de água é extremamente essencial junto com as fibras. Elas vão se acumular no trato intestinal, provocando prisão de ventre e podendo favorecer o aparecimento de hemorróidas. Seu excesso também não é recomendado, visto que isso pode atrapalhar a absorção de certos minerais – o consumo ideal, em um dia, é algo entre 20 e 40 gramas.

Onde estão presentes as fibras?

Quem não aprecia frutas e vegetais vai encontrar problemas em consumir sua dose diária. As fibras solúveis são encontradas apenas em alimentos de origem vegetal, principalmente frutas, verduras e legumes. Aí também se incluem os cereais, frutas secas e algumas nozes. Já as insolúveis, são encontradas nas cascas das frutas e legumes, nas sementes e até em algas. Por isso, não se deve desperdiçar as cascas daquilo usado para comer – experimente transformá-las em farinhas para misturar em outros alimentos.

Um jeito interessante de incluir fibras na sua alimentação é misturar preparados de fibras em outros alimentos, como sopas, iogurtes, molhos, etc.

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Votos Ainda)
Loading...

Comentar