Metionina: Conheça para que serve, todos seus benefícios, e os alimentos que você pode encontrá-la!

metionina

Os aminoácidos são fundamentais para nossa saúde, visto que compõem as proteínas do nosso corpo. Geralmente, cada aminoácido exerce um papel diferente, embora sejam todos bastante parecidos. Um destes aminoácidos extremamente importantes é a metionina, que embora não seja muito conhecida pelas pessoas, exerce funções muito importantes em nosso corpo.

Se você deseja saber tudo sobre a metionina, precisa ler este artigo até o final! Você irá se surpreender!

O que é Metionina?

metionina

Como mencionado anteriormente, a metionina é um aminoácido que faz parte da classe dos “aminoácidos essenciais”. Mas o que isso significa? Bem, isso significa basicamente que este tipo de aminoácido não é produzido pelo nosso próprio corpo, portanto precisa ser consumido através da alimentação.

Para que serve a Metionina?

A metionina executa diversas funções importantes no nosso organismo, de forma que, manter o consumo adequado deste aminoácido favorece um bom funcionamento de várias atividades endógenas. Suas principais funções são:

  • Auxílio na produção de glutationa: A Glutationa é um poderoso antioxidante (ou seja: combate os radicais livres), e é formado através do enxofre presente na metionina.
  • Processamento de gordura facilitada: A metionina auxilia o fígado a processar lipídeos e minimizar as toxinas que podem estar presentes neste órgão, através da glutationa.
  • Precursor da creatina: Através da metionina, o corpo produz a creatina,um importante composto de aminoácidos fundamental para a musculatura ter energia.

Quais são os benefícios?

O consumo adequado de metionina favorece muito a saúde do indivíduo, proporcionando benefícios incríveis para o corpo. Conheça os principais:

Promove o balanço hormonal: Algumas pessoas apresentam uma concentração de estrogênio superior à concentração de progesterona. Nestes casos, a metionina é capaz de transformar o estradiol (conhecido como causador de câncer) em estriol, uma forma segura de estrogênio.

Ajuda a combater hepatite e cirrose: Este poderoso aminoácido é capaz de proteger e auxiliar o tratamento medicamentoso para doenças do tecido hepático. Entretanto, é fundamental que o tratamento seja conduzido por um médico.

Precursora do colágeno: A metionina auxilia na produção de colágeno, fundamental para boa estrutura da pele, tendões e tecido conjuntivo.

Prevenção de danos por medicações: A administração de metionina costuma ser feita sob orientação médica em casos de consumo exagerado de medicações como paracetamol, visto que o aminoácido apresenta um efeito protetor ao tecido hepático.

Além dos benefícios citados acima, alguns estudos sobre a metionina encontraram efeitos positivos do consumo desse aminoácido em diversos outros casos, veja a seguir:

  • Auxilia pessoas com mal de Parkinson, reduzindo os tremores causados pela doença;
  • Evita sintomas característicos de indivíduos que estão largando vícios como cigarro, álcool ou drogas mais pesadas;
  • Diminui as crises alérgicas;
  • Evita o aparecimento de sintomas pós-exposição à radiação;
  • Mantém a saúde e o bom funcionamento do fígado;
  • Auxilia no tratamento da osteoartrite, graças a sua ação anti-inflamatória;
  • Coadjuvante no tratamento de dores na musculatura;
  • Ajuda no tratamento de infecções urinárias, pois impede que bactérias se proliferem e agravem a doença;
  • Ajuda no tratamento de inflamações, reduzindo a quantidade de histaminas inflamatórias;
  • Auxilia na prevenção da depressão;
  • Previne a ejaculação precoce em homens;
  • Ajuda o corpo no processo de eliminação de vários metais pesados, evitando assim possíveis intoxicações e problemas de saúde.

Quais são os alimentos ricos em Metionina?

metionina

Depois de ler sobre os maravilhosos benefícios da metionina você deve estar curioso para saber como consumir este maravilhoso aminoácido, certo? Bem, como você pode imaginar, a metionina é encontrada em grande quantidade em alimentos que contenham proteínas.

Embora muitas pessoas acreditem que somente proteínas de origem animal são capazes de oferecer boas quantidades do aminoácido, isso não é verdade. Tanto a proteína animal quanto vegetal são capazes de fornecer metionina, sem nenhuma diferença na qualidade. Uma excelente notícia para os vegetarianos, não é?

Conheça os principais alimentos fonte de metionina a seguir:

  • Castanha-do-Pará
  • Manteiga
  • Grão de bico
  • Milho
  • Gergelim
  • Espirulina
  • Algas
  • Nozes
  • Crustáceos
  • Carne de coelho
  • Aveia
  • Semente de Girassol
  • Leite e derivados
  • Peixes
  • Carne bovina
  • Frango
  • Ovos
  • Peru

Como você pode perceber, muitos alimentos presentes na nossa alimentação são ricos neste maravilhoso aminoácido, sendo assim bastante acessível para a população em geral.

Entretanto, uma questão que merece atenção a respeito do consumo de alimentos ricos em metionina é o cozimento. Alimentos submetidos à fervura ou a longos períodos no fogo geralmente “perdem” a maior parte da sua metionina.

Por conta disso, é interessante incluir na sua rotina diária alimentos ricos neste aminoácido que não necessitem passar por nenhum processo de cozimento, como as nozes, castanha-do-pará, gergelim, leite, etc…

Ou seja, além de consumir uma excelente quantidade de metionina de forma totalmente natural, você ainda se beneficia de uma alimentação saudável e balanceada, que promoverá uma melhora na sua saúde de forma geral. Perfeito, não é?

Excesso de Metionina: Solução ou problema?

Após ler sobre todos os benefícios desse nutriente, é muito comum que as pessoas pensem que quanto maior a quantidade deste aminoácido no nosso organismo, mais saudável estará o corpo. Entretanto, este raciocínio não está correto. Este aminoácido, como qualquer outro, é metabolizado em nosso fígado, gerando como produto a homocisteína.

Sabe-se que a homocisteína em excesso no nosso organismo pode ser extremamente prejudicial, pois favorece o surgimento de diversos problemas sérios de saúde, como: Derrame, aterosclerose, problemas cardiovasculares, doenças neurológicas, Parkinson e até mesmo Alzheimer.

Ou seja, fazer uso de metionina isolada, em forma de suplementação, sem apresentar real necessidade pode causar um grande prejuízo à sua saúde. Quando os níveis de metionina estão muito altos por conta do uso de formas isoladas desse aminoácido, alguns sintomas típicos costumam aparecer, como por exemplo:

  • Agitação excessiva
  • Episódios de delírio constantes
  • Endurecimento das paredes das artérias, podendo favorecer sérios problemas cardiovasculares
  • Excesso de acidez no sangue

Por este motivo, sugerimos que você usufrua da metionina através do consumo dos alimentos fonte, e evite suplementar sem orientação médica.

 Suplementos

Por se tratar de um aminoácido extremamente importante para vários processos endógenos e claro, fazer parte da nossa construção muscular, não demorou muito para que os praticantes de musculação passassem a consumir o suplemento de metionina para favorecer o ganho de massa magra.

Entretanto, ainda não existem estudos específicos relacionando a suplementação de metionina ao maior ganho de massa magra. Por este motivo, não é recomendado o uso deste suplemento para aumento da massa magra corporal.

Porém, como mencionado anteriormente, a suplementação com metionina pode ser indicada para tratamentos do fígado, processos de desintoxicação ou até mesmo em casos de problemas de saúde cujo tratamento seja beneficiado por este aminoácido, como a osteoartrite.

Obviamente, a indicação para estas finalidades deve partir sempre do seu médico.

Caso você receba a indicação médica para o consumo desse nutriente, você poderá encontrá-la facilmente.

Existem hoje, diversas lojas de suplemento online que disponibilizam o produto, além de farmácias convencionais ou manipulação. O consumo é bastante facilitado, visto que o produto é comercializado em forma de cápsulas.

Entretanto, esteja atento à concentração do produto, para comprar exatamente a quantia prescrita pelo seu médico, pois existem diversos laboratórios que comercializam o produto, portanto sua concentração pode variar.

Fonte: Ufmg

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Votos Ainda)
Loading...

Comentar