Serotonina

O cérebro humano tem uma série de substâncias conhecidas como neurotransmissores, ou seja, são elas que servem como mensageiras, fazendo a comunicação dos neurônios. Essas substâncias exercem papéis essenciais no nosso organismo, essenciais para o funcionamento dos órgãos vitais. Hoje falaremos do neurotransmissor que merece destaque: a serotonina.

A serotonina é um composto orgânico encontrado em toda a natureza, e foi nomeada em 1948 – e ela é metabolizada através de um aminoácido chamado triptofano. Ela tem funções diversas e nem todas ainda foram estudadas, mas já há muitas pesquisas. O que a neurociência pode garantir é que ela está ligada à liberação de alguns hormônios e ao ritmo cardíaco, regula nosso ciclo de sono, o apetite, a temperatura corporal e até algumas funções intelectuais. Os níveis baixos de serotonina ou sua transmissão pouco efetiva podem causar várias patologias como ansiedade, depressão, obesidade, enxaqueca e até esquizofrenia.

Serotonina

A serotonina e o humor

A serotonina tem frequentemente sido associada ao estado afetivo das pessoas. É por isso que fármacos antidepressivos possuem inibidores de recaptação da serotonina – desse modo, mais dela estará presente no corpo, trazendo um aumento do tônus psíquico do indivíduo e uma melhora no humor, aumentando o desempenho geral de pacientes depressivos.

 A serotonina e o apetite

Com taxas normais de serotonina, o apetite é mais facilmente saciado e o controle sobre a compulsão por doces é maior. É por isso que remédios que aumentam a serotonina estão cada vez mais frequentemente sendo usados em dietas para perda de peso. Entretanto, é preciso cuidado: enquanto a baixa serotonina pode causar obesidade, a alta serotonina pode levar a quadros de anorexia.

A serotonina e a atividade sexual

A serotonina traz um efeito inibidor da liberação de hormônios sexuais, o que diminui a resposta sexual normal. É por esse mesmo motivo que pessoas que fazem tratamento com antidepressivos, que aumentam a presença da serotonina no corpo, causam também baixa na libido.

A serotonina e a musculação

A falta dessa substância prejudica diretamente os ganhos musculares, exatamente por causar instabilidade no ciclo de sono. Uma noite bem dormida é essencial para o crescimento muscular, junto com a alimentação adequada e o exercício, justamente por ser quando os músculos se reparam.

Alimentos que ajudam a aumentar a serotonina

Os alimentos que ajudam a levantar os níveis de serotonina devem ser consumidos em pequenas doses e várias vezes por dia, para que apresentem efeito satisfatório. Ao comermos, temos sensação de bem estar porque estamos suprindo uma necessidade do nosso corpo, mas alguns alimentos potencializam essa sensação e ajudam na liberação de serotonina.

– Carnes magras (especialmente peixes com ômega 3 em sua composição) – O consumo dessa substância está associado à maior produção de receptores de neurotransmissores como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina, todas em parte responsáveis pelo bem estar psíquico.

– Banana – Cada 100g de banana contém 18mh de triptofano, o precursor da serotonina.

– Mel – É um carboidrato rico em triptofano, que também tem uma ação calmante. O mel também ajuda a regenerar a flora intestinal, e mais de 90% da serotonina é produzida no intestino.

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Votos Ainda)
Loading...

One thought on “Serotonina

Comentar