Amitriptilina: Para que serve? Quais os efeitos colaterais? Tire todas as suas dúvidas!

Você sabe o que é o remédio Amitriptilina? Se alguém te indicou ou você cogitou o consumo desse medicamento, saiba que há casos específicos para que ele seja receitado. É um remédio forte que deve ser administrado com cuidado e orientação médica.

Conheça um pouco mais da Amitriptilina e saiba em quais casos ela pode ser a medicação mais indicada.

Para que serve?

A Amitriptilina serve como tratamento para casos de depressão em suas diversas formas. Apesar dessa ser um dos casos mais comuns do uso desse medicamento, ele também pode ser indicado em quadros de ansiedade generalizada e enurese noturna (quando a pessoa urina enquanto dorme).

Esse remédio funciona ajudando a regular esses tipos de substâncias que estão em desequilíbrio do cérebro.

Amitriptilina combate enxaqueca?

Também! A amitriptilina ajuda a tratar a enxaqueca sim, mas quando isso for em casos que a dor de cabeça excessiva se dá em pessoas muito ansiosas. Ou seja, quando a enxaqueca for decorrente à problemas relacionados com a ansiedade.

Caixa de de Amitriptilina

Engorda?

Muita gente fala que antidepressivos engordam, mas é preciso saber que cada organismo funciona de uma forma. Há casos de pacientes que engordam depois do tratamento com a Amitriptilina, e há outros ao contrário, que emagrecem.

Fique atento à alimentação e a essas mudanças e procure saber com médico, aquilo que está dentro do considerado normal e saudável.

Qual a composição da Amitriptilina?

O medicamento é comercializado em forma de comprimido e sua composição varia conforme o tamanho:

  • 25 mg de cloridrato de Amitriptilina: Fosfato de cálcio básico di-hidratado, amido, ácido esteárico, celulose microcristalina, copovidona, corante laca amarelo quinolina, macrogol, dióxido de titânio, estearato de magnésio lactose monoidratada, dióxido de silício, hipromelose e corante laca amarelo crepúsculo.
  • 75 mg de cloridrato de Amitriptilina: Fosfato de cálcio dibásico di-hidratado, hipromelose, amido, macrogol, ácido esteárico, copovidona, corante laca amarelo crepúsculo, corante laca vermelho 40, celulose microcristalina, dióxido de silício, corante laca vermelho 40, dióxido de titânio, estearato de magnésio e lactose monoidratada.

Como tomar?

Como você deverá tomar dependerá muito de qual problema você estará tratando com o medicamento, além do histórico do paciente e particularidade de cada tipo de organismo. Dessa forma, isso só poderá ser verificado e orientado devidamente por um médico.

Costuma-se administrar uma dose mais baixa no início e depois ir aumentando conforme o corpo reage ao tratamento. Mas não é uma regra, por isso sempre procure um médico para saber a dose exata para você.

Como funciona a Amitriptilina?

O funcionamento da Amitriptilina está ligado diretamente no sistema nervoso central, diante disso, possui propriedades sedativas e na produção de serotonina (hormônio responsável pela sensação de felicidade). Assim, dentre os resultados oferecidos estão uma sensação de calma e relaxamento, aliado ao antidepressivo.

Tomar remédio

Possui efeitos colaterais?

Sim, mas como na dosagem, é importante saber que cada pessoa tem a sua particularidade. Dependendo do organismo, modo de vida e muitas outras variáveis, você pode chegar a ter ou não os efeitos, em diferentes níveis. Em geral, os efeitos mais listados pelos pacientes são:

  • Perda do apetite sexual
  • Queda de cabelo
  • Boca seca
  • Intestino preso
  • Dor de cabeça
  • Visão turva
  • Tontura
  • Sonolência e arritmias cardíacas
  • Fraqueza e desequilíbrio

Amitriptilina tem contraindicações?

Sim, assim como outro medicamente, a Amitriptilina possui algumas contraindicações: 

  • Com hipersensibilidade à substância;
  • Que ingerem medicamentos inibidores da monoaminoxidase;
  • Que recebem cisaprida;
  • Que estão em recuperação aguda após infarto do miocárdio;
  • Gestantes e lactantes;
  • Intolerantes à lactose.

O correto é sempre dizer ao médico citando na consulta qualquer uso de medicamentos, além do histórico geral do paciente. Por ser um remédio forte, é de suma importância a certificação de que não haverá resultados negativos do consumo em conjunto com outro tratamento que está sendo feito.

Vicia?

Sim, ele pode ser um medicamento viciante. Por isso a importância do acompanhamento médico para não deixar que isso aconteça. Como o remédio funciona como um sistema de recompensa ao seu organismo, é preciso ter controle das doses exatas para que o seu corpo não vicie.

No fim do tratamento há um grande risco do paciente sofrer com crises de abstinência. Entretanto, isso pode ser evitado com a dosagem exata e com o tratamento feito da maneira correta.

Qual o preço da Amitriptilina?

Se você for comparar o preço da Amitriptilina com outros depressivos, vai achar bem barato. O medicamento pode ser encontrado em farmácias no valor a partir de R$10 em uma caixa com 30 comprimidos. Como a Amitriptilina é o nome do princípio ativo do remédio, ele pode ser encontrado com os nomes de Amytril ou Limbitrol.

Onde comprar?

Por se tratar de um medicamento que é vendido somente com prescrição médica, a grande maioria das farmácias não fazem a venda online do Amitriptilina. Dessa forma, você precisa procurar a drogaria mais próxima de você, como é o caso da Drogaria Araújo, Onofre, dentre outras.

 

Você ainda tem dúvidas sobre o uso da Amitriptilina? Deixe o seu comentário!

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 do total de 5)
Loading...

Comentar