Inibex: Saiba TUDO sobre esse medicamento que já foi polêmica!

inibex

Muitas pessoas sofrem com a obesidade. Problema como esse faz com que as pessoas estejam sempre na luta de melhorar a autoestima ou sair da depressão. Já ouviu falar no Inibex? E no Dualid S? Com nomes distintos, ambos são medicamentos que auxiliam no emagrecimento de pessoas obesas.

Nesse post vamos falar muito sobre esse medicamento que já foi tão polêmico.Quer saber mais? Então continue lendo para ficar por dentro! Vamos lá?

Inibex: O que é? Para que serve?

Fabricado pelo laboratório Medley, o Inibex é um medicamento que serve para ajudar combater a obesidade e tem como componente principal a Anfepramona- Um derivado de anfetaminas.

Sua fórmula permite que a perda de peso seja feita em um período curto de tempo que não seria possível apenas com dietas balanceadas e atividades físicas regulares para as pessoas que estão muito acima de seus pesos.

Com o nome de Inibex, o medicamento teve sua circulação proibida no ano de 2011 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mas posteriormente liberada no final de 2014. Isso aconteceu porque sua fórmula oferece um risco de dependência e vício se não acompanhada devidamente e ingerida sem orientações médicas.

inibex

Esse medicamento realmente ajuda a emagrecer?

Sim. O ponto chave do Inibex é que sua fórmula (com Anfepramona) estimula no cérebro o ponto de saciedade. Assim, ele tem uma ação anorexígena que age inibindo consideravelmente o apetite fazendo com que a pessoa em tratamento ingira bem menos calorias, e consequentemente, emagreça.

Através dele também fica mais fácil começar uma reeducação alimentar, pois com uma menor vontade de comer, a pessoa irá começar a se alimentar menos e acostumar seu organismo a receber menos.

Apesar dele realmente ajudar a emagrecer é importante destacar que ele não deve agir sozinho no seu organismo. Para resultados satisfatórios e duradouros você deve aliar o tratamento com exercícios físicos e uma dieta.

É de extrema importância ressaltar que você deve procurar a orientação de um médico e nutricionista para saber da viabilidade e ter um acompanhamento de perto. Como citado, o Inibex já foi tirado dos comércios por oferecer um risco grande de dependência (dentre outros efeitos colaterais), pois isso é um medicamento delicado e que deve ser pesado antes de começar a tomar.

Modo de uso do Inibex

Há algumas recomendações gerais do uso do Inibex, mas é importante ressaltar que apenas um médico especialista pode te orientar sobre as dosagens ideias para seu corpo e organismo. Em geral o medicamento é indicado:

  • Inibex 50 mg ou 75 mg: 1 comprimido ao meio da manhã;
  • Inibex 25 mg: 1 comprimido, três vezes ao dia, 1 hora antes das refeições. A última dose do dia deve ser tomada 4 a 6 horas antes de ir dormir para não correr o risco de sofrer com insônia.
  • Os comprimidos devem ser ingeridos inteiros, sem mastigar.

Esse medicamento tem efeitos colaterais?

Sim e não são poucos. A maioria desses efeitos colaterais estão entrelaçados com a substância derivada de anfetaminas que causa a dependência. A dependência em si gera inúmeras reações no corpo que começa a sentir falta do remédio após o término do tratamento.

A recomendação de duração de uso é de 4 a 12 semanas e mesmo ao usar no recomendado o perigo está presente. Dentre os efeitos colaterais do Inibex, os principais são:

  • Dependência;
  • Apatia;
  • Palpitações;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Nervosismo;
  • Tonturas;
  • Alterações do sono (sonolência ou insônia);
  • Tremores;
  • Dores de cabeça;
  • Euforia;
  • Boca seca;
  • Enjoos;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Urticária na pele;
  • Dor muscular;
  • Sensação de falta de ar.
  • Depressão;
  • Sonolência;
  • Insônia;
  • Irritabilidade;
  • Ansiedade;
  • Fraqueza.

É possível também ocorrer o aumento do apetite assim que o usuário deixar de usar o medicamento

inibex

Tem contra indicações?

Também! Por se tratar de um medicamento forte e que possui muitos possíveis efeitos colaterais, alguns grupos de pessoas devem evitar o Inibex para evitar complicações e problemas de saúde.São eles:

  • Gestantes e lactantes;
  • Hipertensão grave;
  • Arteriosclerose aguda – doença degenerativa da artéria;
  • Hipertireoidismo;
  • Feocromocitoma;
  • Glaucoma;
  • Tumor benigna da próstata;
  • Insuficiência renal;
  • Insuficiência hepática;
  • Histórico de doenças psiquiátricas;
  • Epilepsia;
  • Alcoolismo crônico;
  • Abuso de drogas, álcool ou fumo;
  • Pacientes idosos;
  • Pacientes menores de 12 anos de idade;
  • Hipersensibilidade a um dos componentes da fórmula.

Quanto vou pagar pelo Inibex? Qual o preço?

O valor do Inibex varia muito de lugar para lugar, podendo ser encontrado em farmácias em também pela internet. O preço também muda conforme a dosagem.O valor de um Inibex de 75mg com 20 cápsulas pode sair em torno de R$30 a R$40 reais.inibex

Se você gosta de algo mais natural, vai adorar ler o post sobre Remédios caseiros para emagrecer!

Eaí, você já conhecia o Inibex? O que achou? Conta pra gente!

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Votos Ainda)
Loading...

Comentar