Furosemida

Indicada para tratar inchaços causados por problemas cardíacos e a hipertensão, a Furosemida é um medicamento diurético cujo uso é proibido em práticas esportivas por ser considerado doping. Seu uso deve ser feito com atenta monitoração do médico, já que o excesso de urina poderá gerar deficiência de minerais. Quer saber mais? Continue lendo.

furosemida

Como age a furosemida

A Furosemida age estimulando a excreção de urina e sódio pelo corpo humano e pode ser encontrada sozinha ou unida à outros medicamentos sob diversos nomes comerciais.

Onde comprar a furosemida?

Atualmente indicamos a Drogaria Onofre para compras online.

botao-onofre-drogaria

Indicações

É utilizada para tratar edemas pulmonares causados por insuficiência cardíaca, doenças hepáticas ou renais. Também serve para correção da hipercaliemia – alta concentração de potássio no sangue – e como medida de emergência para reduzir a hipertensão, embora outros medicamentos sejam mais utilizados com este propósito.

Contraindicações

Pacientes com insuficiência renal, pré comatosos e que estejam em coma hepático não devem fazer uso desse medicamento. Quem possui hipopotassemia aguda, desidratação e outros males que poderão ser intensificados pelo excesso de diurese também não devem fazer uso de Furosemida. Alérgicos à Furosemida ou aos componentes da fórmula não devem ingeri-la.

Posologia

Adultos devem tomar de 20 a 80mg por dia e a dose máxima depende da resposta ao tratamento, e crianças utilizam 2mg a cada quilo. Esse é o esquema de ingestão a não ser que prescrito diferentemente pelo médico, e a duração do tratamento também deve ficar sob a responsabilidade dele.

Superdosagem

Não existe antídoto específico para esse fármaco, e a superdosagem poderá causar quadros que envolvem a perda de fluídos e eletrólitos, como desidratação, hipopotassemia, arritmia cardíaca e outros. Nesse caso, o tratamento consiste em manter o balanço eletrolítico e repor os fluídos perdidos, de preferência ministrando carvão ativado caso a ingestão tenha sido há pouco tempo.

Reações adversas

A Furosemida aumentará a excreção de sódio e cloreto, juntamente com a água, que levará eletrólitos de minerais essenciais para o organismo humano. Distúrbios eletrolíticos geral dor de cabeça, confusão, dores e fraqueza muscular, distúrbios no ritmo do coração e problemas gastrointestinais. O tratamento pode aumentar os níveis séricos de colesterol e triglicérides, assim como os de creatinina e uréia. Pacientes com Diabetes tipo 2 devem ter cautela com esse tratamento pois pode haver diminuição da tolerância à glicose provocando desequilíbrio metabólico.

Interações medicamentosas

A Furosemida não deve ser usada em conjunto com: hidrato de cloral, medicamentos ototóxicos, Cisplatina, Sucralfato, sais de Lítio e antiinflamatórios não esteroidais, como a aspirina, que atenua a ação da Furosemida e pode causar insuficiência renal aguda se usadas em conjunto.

Uso estético

Na busca pela fórmula milagrosa do emagrecimento, para mascarar o uso de doping ou entrar em competições categorizadas em relação ao peso, o uso indevido da Furosemida é frequente. Isso acontece porque, em indivíduos saudáveis, a grande perda de água os fará perder peso e chega a causar desidratação. Essa prática não é nada saudável e devem se considerar os efeitos colaterais e desequilíbrio que esse medicamento pode causar no seu organismo.

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Votos Ainda)
Loading...

Comentar