Herpes Zoster: O que é essa doença?

herpes zóster

Você já ouviu falar de herpes zóster? Menos conhecida que a herpes labial ou genital, a herpes zoster também atinge uma parte da população. Apesar de poder ser contraída e também ser uma infecção viral, é uma doença um pouco diferente das outras herpes. Não possui o mesmo tipo de vírus, apesar de possuir o mesmo nome. O vírus da herpes zóster é o mesmo da catapora e contamina uma região mais ampla, podendo acometer qualquer região do corpo, sendo mais comum no tronco e no rosto em forma de uma faixa.

Ficou curiosa pra saber? Então calma que vamos te contar tudo sobre herpes zóster!

Como se pega herpes zóster?

Como citado, a herpes zóster pode ser contraída de uma outra pessoa que possui a doença caso você não seja imune à catapora, mas são casos bem raros. Isso pode acontecer através do contato direto com lesões da pele. Primeiramente a pessoa poderá contrair a catapora e no futuro desenvolver a herpes zóster.

Mas sua forma mais comum de contaminação é pela reativação do vírus varicela-zóster (vírus da catapora). Então não é mais como se pega, mas sim como o seu organismo ficou com o vírus adormecido nos gânglios do corpo após ter a catapora. Então qualquer pessoa que já teve catapora na vida tem o risco de desenvolver o herpes zóster. Um dos motivos do aparecimento da doença pode ser pela baixa imunidade ou a faixa etária, sendo mais comum em pessoas com 60 anos ou mais.

Quais os sintomas da doença?

Os sintomas do herpes zóster são divididos entre as fases da doença.

Período de incubação (antes das erupções)

Esses sintomas começam alguns dias antes da doença realmente aparecer visivelmente no corpo. Alguns dos sintomas ainda podem continuar quando a doença ficar visível no corpo, sendo eles:

  • Sensação de cócegas/formigamento e ardor na região próxima onde os nervos foram afetados.
  • Calafrios.
  • Dor no estômago e diarreia.

Fase ativa

É na fase ativa da doença que é possível reconhecer melhor os sintomas do herpes zóster. Dentre eles, estão:

  • Erupções pelo corpo, principalmente  na testa, bochecha, nariz ou em torno de um dos olhos.
  • Dores como agulhas penetrantes na pele.
  • Crosta na pele em torno de 5 dias.
  • Esses sintomas costumam melhorar sozinho dentre 3 a 4 semanas, mas as erupções podem deixar marcas na pele para sempre.

herpes zóster sintomas

herpes zóster sintomas

herpes zóster sintomas

Fase crônica (Neuralgia pós-herpética)

A fase crônica é quando a doença passa a ter complicações logo depois das erupções sumirem. Os sintomas podem durar de 30 dias a meses ou anos. Os sintomas são:

  • Pontadas fortes e queimação na região que houveram as erupções.
  • Dor no local.
  • Sensibilidade ao toque.
  • Geralmente esses sintomas ocorrem na testa ou peito, o que atrapalha algumas atividades rotineiras das pessoas. É importante prestar atenção na sequência dos sintomas das fases, pois o herpes zóster pode ser confundido, dependendo da localização, com apendicite, ataque cardíaco, úlceras ou enxaqueca.

Qual o tratamento para doença?

O tratamento do herpes zóster ajuda a diminuir a duração da doença no corpo e prevenir futuras complicações. É importante que o tratamento seja feito no início dos sintomas para que não haja essas tais complicações. O tratamento pode ser feito com:

  • Medicamentos antivirais;
  • Medicamentos para dor;
  • Banhos frios ou frescos e compressas úmidas para aliviar a coceira e dor.

A herpes zóster tem cura?

Não. A doença não tem cura. Uma vez que a doença surge no organismo, ela poderá ficar incubada para sempre. Mas existe o tratamento e o que pode acontecer é dela não se manifestar com frequência e você levar uma vida tranquila do mesmo jeito.

Essa doença pode matar?

A doença em si não pode matar, mas o herpes zóster pode causar inúmeras complicações como:

  • Neuralgia pós-herpética;
  • Dependendo dos nervos afetados, podem surgir problemas neurológicos;
  • Infecções de pele;
  • Problemas de visão caso o herpes zóster se manifeste com a erupção na testa, bochecha, nariz e ao redor de um dos olhos.

Tem vacina para herpes zóster?

Sim! Primeiramente as crianças que são vacinas contra a varicela estão protegidas da possibilidade de desenvolver no futuro o herpes zóster. Segundo, existe uma vacinação específica para a doença que é aplicada em pessoas com 50 anos ou mais, em dose, única, via subcutânea.

herpes zóster vacina

Eaí, você já conhecia o herpes zóster? O que achou do texto? Conta pra gente!

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 do total de 5)
Loading...

Comentar