Intoxicação Alimentar

Qualquer alimento contaminado por microorganismos esconde um grande perigo: a intoxicação alimentar. Caracterizada por sintomas que incluem o desconforto gástrico, nem sempre ela é resolvida pelo sistema imunológico do nosso corpo. Nesses casos, é preciso procurar um médico imediatamente. Algumas posturas simples podem ser tomadas para prevenir esse mal, saiba um pouco mais lendo este texto.

intoxicacao-alimentar

Sintomas

  • Vômitos
  • Diarréia
  • Náusea
  • Febre
  • Mal estar
  • Dor abdominal

Deve-se procurar ajuda médica imediatamente se houver: sangue nas fezes ou no vômito, diarréia grave por mais de três dias, dor severa, febre alta, desidratação, dificuldade em falar ou engolir, visão duplicada ou fraqueza muscular. Esses sinais podem significar que está havendo uma complicação de sua intoxicação alimentar e podem levar à morte se não houver tratamento adequado em pouco tempo.

Causas

  • Vegetais serem irrigados com água contaminada
  • Alimentos manuseados com pouca higiene
  • Carne contaminada em seu processamento
  • Alimentos enlatados que não são corretamente preparados
  • Beber água contaminada

Fatores de risco

Idosos – O avanço da idade leva ao declínio do sistema imune.

Gestantes – O risco de intoxicação alimentar é aumentado nessa fase da vida devido às mudanças metabólicas. Dependendo do que causou a intoxicação, o feto pode ser afetado.

Portadores de doenças crônicas – Tratamentos como a quimioterapia ou radioterapia e ainda a ação de certas doenças (diabetes, HIV, hepatite) diminui a resposta do sistema imunológico e deixa o paciente propenso à intoxicação.

Bebês – Seu sistema imunológico ainda está em formação, e qualquer doença pode causar complicações graves.

Diagnóstico

O diagnóstico pode ser feito através de exames de sangue ou de fezes, usando os dois de forma combinada. Em caso de gravidez, o teste de toxoplasmose pode ser necessário, visto que a doença se transmite de forma congênita para o feto.

Tratamento

O tratamento consiste, na maior parte, em manter o paciente hidratado. A diarréia e os vômitos ocasionam grande perda de água, que deve ser reposta através de água de coco, suco de fruta, bebidas isotônicas e soro caseiro. Evite alimentos pesados e gordurosos, eliminando frituras e condimentos pelo tempo necessário para a recuperação, preferindo uma alimentação leve. Tome cuidado com medicamentos para parar a diarréia, visto que eles podem aumentar o estresse sobre o sistema gastrointestinal e fazerem a intoxicação perdurar por mais tempo.

De acordo com o diagnóstico, seu médico pode prescrever antibióticos caso a intoxicação seja causada por bactérias. Em casos muito graves, a intoxicação por causa bacteriana requer internamento. Caso você seja gestante, procurar tratamento o mais rápido possível é essencial para manter a saúde de seu filho.

Prevenção

  • Lave bem as mãos antes de manusear alimentos
  • Certifique-se da procedência dos alimentos que consome, especialmente se tratando de pratos com peixe cru, como o sushi
  • Lave bem frutas e vegetais antes de consumi-los
  • Não utilize a mesma tábua de cortar para carnes e vegetais
  • Não consuma carne, ovos ou brotos crus, nem leite não pasteurizado e seus derivados como queijos e iogurtes
  • Só consuma água filtrada

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Votos Ainda)
Loading...

Comentar