Lesões esportivas

Imagine a seguinte situação: você não pratica atividade física com regularidade, mas adora um futebol aos fins de semana. Você se encontra com seus amigos, não faz alongamento nem aquecimento e em determinada parte do jogo, sente uma fisgada na coxa. Essa situação pode parecer muito familiar para milhares de brasileiros, que não se prepara para o esforço físico que o esporte exige e acaba tendo uma lesão muscular, embora ela também possa acometer profissionais que exageram no esforço, ou ainda sofrem algum tipo de acidente durante a prática esportiva. Esse artigo falará um pouco das lesões esportivas e suas causas.

O que são lesões esportivas?

Todo atleta, amador ou profissional, está sujeito à elas. Uma lesão esportiva é um dano causado à um tecido, órgão, ou articulação que pode vir acompanhado de dor, desconforto e até incapacitar o atleta por tempo indeterminado. A lesão pode ter causa direta (impacto, trauma) ou indireta (ruptura de fibras). O principal problema é que, quando é um atleta amador, geralmente a reabilitação acaba por ser inadequada: as primeiras providências deverão sempre ser interromper a prática seguida da aplicação de gelo no local lesionado. Em alguns casos, podem ser necessárias sessões de fisioterapia para uma recuperação completa.

Lesões Esportivas

Tipos de lesões mais comuns

O tipo de lesão também depende do esporte praticado, logo, em esportes chamados de contato, como futebol e handebol, há maior risco de contusões. Já em esportes praticados individualmente, o risco envolve torções, distensões e estiramentos musculares.

  • Contusão – É uma lesão aguda decorrente de trauma direto, provocando dor e inchaço na área atingida. Pode ter diferentes graus de seriedade, se recuperando com aplicação de gelo e descanso ou pode ser preciso consultar um médico.
  • Luxação – É chamada luxação quando uma das extremidades que compõe uma articulação se separa das outras, causando dor forte, inchaço, hematomas, impossibilidade de movimento e mudança no aparência e formato da articulação. A
  • Torção – É uma lesão bastante frequente até com quem não está praticando atividade física. Os ligamentos são estendidos e podem até se romperem, apresentando dor, inchaço e febre local.
  •  Distensão muscular – Pode acontecer com qualquer um durante a realização de atividades rotineiras. Pode ser aguda ou crônica – a distensão aguda acontece quando os músculos precisam fazer uma contração repentina e intensa, e a crônica aparece quando são feitos exercícios repetitivos e por um longo período de tempo. Apresenta dor e inchaço, além de dificuldade de movimentação.

Fisioterapia desportiva

Esse é um ramo da fisioterapia que atua principalmente junto a atletas profissionais e amadores, atendendo suas necessidades esportivas, evitando e tratando lesões musculares. A prevenção desse dano, inclusive, é uma das principais funções da fisioterapia desportiva, já que lesões podem interromper completamente a prática de esporte por tempo indefinido, prejudicando a performance do time ou equipe, se for o caso. Está intimamente ligada à medicina esportiva, e seu objetivo é avaliar e melhorar a condição física dos atletas para que eles possam não só se recuperar rapidamente de lesões sofridas, como prevenir que sofram novas no futuro.

Recomendamos para você:



1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 do total de 5)
Loading...

Comentar